Colecionadores podem pagar até R$ 275 por cédula de R$ 1


Especialistas explicam que são considerados o estado de conservação e a série da cédula

Uma das cédulas mais procuradas entre os colecionadores de notas antigas é a de R$ 1. A cédula que saiu de circulação no país em 2005 pode ser comprada por até R$ 275, segundo a CNN Brasil.

A notícia animou pessoas que ainda guardam ‘itens antigos’ e também aquelas que, durante a quarentena, têm encontrado “relíquias” durante arrumações em casa.

Segundo a reportagem, nessa fase de pandemia, lojas que vendem cédulas e moedas antigas fazem ofertas por meio de sites e até grupos de WhatsApp. Para ter acesso a itens raros, colecionadores participam de leilões, mas também podem vender ou trocar algumas de suas peças.

Bruno Pellizzari, advogado e diretor social e de divulgação da Sociedade Numismática Brasileira (SNB), disse que “o que dita o valor da peça é a quantidade que foi feita, o estado de conservação e demanda do mercado”.

– Existem moedas do Império que valem poucos reais, devido ao fato de terem sido feitas uma grande quantidade. Quando falamos de moedas do Real, por exemplo, não podemos falar que existem peças raras, mas sim escassas e muito procuradas pelos colecionadores – explicou ele.

Já o engenheiro Ruy Peretti, colecionador e membro da SN, destacou que não é qualquer nota antiga que tem grande valor. Existe uma série, considerada escassa, que é bastante difícil de encontrar.

– Existe uma série específica que é bem valorizada quando em estado flor de estampa [custa os tais R$ 275]. É a que tem junto à numeração as letras BA, nessa ordem, assinadas por Pedro S. Malan e Gustavo J. L. Loyola. São séries que vão de 0001 até 0072 [uma série é determinada pelos primeiros quatro números da cédula]. As demais variam de R$ 10 a R$ 95, dependendo da série e de estarem flor de estampa – contou.

Outra nota que atrai colecionadores é a de R$ 10 de polímero, que fez parte de uma emissão comemorativa do ano de 2000 tem a efígie de Pedro Álvares Cabral, pelos 500 anos de descobrimento do Brasil. Esta cédula pode chegar a R$ 110, dependendo do estado de conservação.

Atualmente, apenas moedas de R$ 1 seguem sendo produzidas no país.

Fonte: Pleno News

Comente usando o Facebook!

comentários