Neurocirurgiões fazem alerta sobre “desafio da rasteira”


A Sociedade Brasileira de Neurocirurgia (SBN) emitiu um comunicado, nesta quarta-feira (12), alertando pais e professores sobre o tal “desafio da rasteira” ou “desafio quebra-crânio”. A trollagem que consiste em derrubar uma pessoa com uma rasteira no momento em que ela salta pode causar problemas sérios ao indivíduo.

– Ele provoca uma queda brutal, onde um dos participantes bate a cabeça diretamente no chão, antes que possa estender os braços para se defender. Esta queda pode provocar lesões irreversíveis ao crânio e encéfalo (Traumatismo Cranioencefálico – TCE), além de danos à coluna vertebral. Como resultado, a vítima pode ter seu desempenho cognitivo afetado, fraturar diversas vértebras, ter prejuízo aos movimentos do corpo.

A SBN ainda afirma que a brincadeira pode terminar em óbito e os responsáveis podem responder penalmente por lesão corporal grave e até mesmo homicídio culposo.

– Deste modo, como sociedade, pais, filhos e amigos, devemos agir para interromper o movimento e prevenir a ocorrência de novas vítimas. Acompanhar e informar/educar sobre a gravidade dos fatos, pode ser a primeira linha de ação – concluiu a nota.

Diante da repercussão, o criador do desafio, o youtuber Robson Calabianqui, o Fuinha, publicou um vídeo em suas redes sociais se desculpando pela situação. Ele fez o desafio com a mãe e desabafou que poderia tê-la matado.

– Como influenciador eu errei, como humorista eu falhei. Eu peço desculpas a todos vocês que compartilharam esse vídeo e riram disso – declarou Fuinha.

Fonte:  Pleno.News

Comente usando o Facebook!

comentários